IMG_1013.JPG

Atualmente existem diversos recursos para retardar ou reverter casos de envelhecimento cutâneo. A Dra Cristiane Zappulla biomédica esteta da Corporalli, explica que cada caso requer uma abordagem diferente e por isso existe a necessidade de uma avaliação precisa, entendendo a necessidade de cada cliente e o que de fato é o ideal para a sua pele, considerando a idade, o tipo de pele, o grau de flacidez, o tipo de ruga, as contraindicações, dentre outros fatores que irão indicar qual é o melhor procedimento para esse cliente.

Com o processo de envelhecimento o nosso corpo perde progressivamente várias estruturas que dão sustentação para a face, a partir dos 25 anos por exemplo, o organismo já apresenta uma queda na produção do colágeno o que a longo prazo além do aparecimento de rugas mais evidentes gera flacidez cutânea. O tecido muscular e ósseo com a idade mais avançada também tende a sofrer perdas consideráveis, o que agrava mais os quadros de flacidez.

A Dra Cristiane afirma que dentre os procedimentos mais procurados e realizados atualmente estão a aplicação da toxina botulínica (botox), preenchimento cutâneo, bioestimuladores de colágeno, fios de PDO e o lifting temporal.

7.png
7.png

Popularmente conhecido por botox, a toxina botulínica é uma substância capaz de promover a paralização da musculatura. As chamadas linhas de expressão dinâmicas que aparecem ao sorrir, chorar ou franzir a testa surgem devido a contração da musculatura facial. Com o passar dos anos, essas linhas deixam de ser dinâmicas e tornam-se estáticas, ou seja, elas tornam-se visíveis o tempo todo e aparecem mesmo sem movimentarmos a face. A aplicação da toxina é funcional justamente para prevenir o surgimento de tais rugas, ou para amenizar as que já estão evidentes.